Quando falamos de Produtos Digitais, vira e mexe temos uma confusão de nomenclaturas e de papéis. Hoje vamos falar sobre o Gerente de Produto ou Gerente de Marketing de Produto.

Como o Gerenciamento de Produto e o Gerenciamento de Marketing de produto irão ajudar a você a entender melhor o consumidor. Principalmente as suas necessidades.

Antes de entendermos as principais diferenças, precisamos entender o papel de cada um.

O que é um Gerente de Produto?

Gerente de Produto, cargo bem comum em empresas de Tecnologia, é CEO do produto e é responsável pela estratégia, roteiro e definição de recursos para esse produto ou linha de produtos. O cargo também pode incluir responsabilidades de marketing, previsão e lucros e perdas (P & L).

O gerente de produto muitas vezes analisa as condições de mercado e estabelece uma visão de produto que é diferenciada e oferece um valor único com base nas demandas dos clientes. O papel do gerente de produto abrange muitas atividades estratégicas e táticas e, no seu melhor, fornece uma liderança interfuncional entre as lacunas dentro da empresa, mais notavelmente entre equipes de engenharia, vendas e marketing e apoio.

O gerente de produto é a pessoa responsável pela definição pelo “porquê”, “o quê” e “quando” do produto que a equipe de engenharia irá construir. Eles são o CEO de seu produto – o que significa que eles lideram equipes multifuncionais desde a concepção de um produto até o seu lançamento.

Mas pera, no Scrum tem o tal do “Product Owner”, ou o “dono do produto, então você deve estar se perguntando:

Gerente de Produto e Product Owner são a mesma coisa?

Sim e não!

Quando se falou a primeira vez em Gerenciamento de Produtos foi por volta da década de 1930. Gerenciar um produto é fazer análise e pesquisa de mercado, descobrir o fit do mercado, montar a inteligência competitiva, a jornada de descoberta do cliente, definição de requisitos de produto, atuar no desenvolvimento do produto, na estratégia de precificação (pricing), e no marketing fazendo treinamentos no uso do mesmo e validações.

Veja que o papel de Gerente de Produto faz bastante sentido em organizações com produtos maduros, que exijam uma governança mais organizada sobre todo o seu ciclo de vida. Ou seja, corporações. Dificilmente você vai ver um Gerente de Produto, que é um orquestrador de todo o ciclo de vida de um produto, em pequenas empresas ou em startups.

Quando falamos de Product Owner, de acordo com o site Desenvolvimento Ágil, é “a pessoa que define os itens que compõem o Product Backlog e os prioriza nas Sprint Planning Meetings. O Scrum Team olha para o Product Backlog priorizado, seleciona os itens mais prioritários e se compromete a entregá-los ao final de um Sprint (iteração). Estes itens transformam-se no Sprint Backlog. A equipe se compromete a executar um conjunto de atividades no Sprint e o Product Owner se compromete a não trazer novos requisitos para a equipe durante o Sprint. Requisitos podem mudar (e mudanças são encorajadas), mas apenas fora do Sprint. Uma vez que a equipe comece a trabalhar em um Sprint, ela permanece concentrada no objetivo traçado para o Sprint e novos requisitos não são aceitos.”

Então podemos dizer o seguinte: O Gerente de Produto é algo mais estratégico, enquanto que o Product Owner mais operacional.

Porém, em muitas situações esses termos vão acabar se confundindo e muitas vezes até por conta da tradução um “Product Owner” vira um “Gerente de Produto”.

Voltando a tema principal desse texto:

O que é um Gerente de Marketing de Produto?

De acordo com Brian de Haaff, fundador da Aha!, “o Gerente de Marketing de Produto é responsável por definir a posição do mercado no contexto da estratégia geral do produto. Isso significa que o gerente de marketing do produto deve estar realizando análises dos concorrentes, pesquisas de mercado e estar em estreita colaboração com a equipe de vendas para informar o posicionamento estratégico do produto para clientes, parceiros e influenciadores do mercado. Além disso, é responsável por articular todas as tarefas de saída necessárias para explicar claramente os benefícios desses recursos e convertê-los em mensagens voltadas para o cliente. Ele tem a tarefa de fazer demonstrações de produtos em feiras e seminários on-line, fazendo apresentações para clientes e prospects, além de criar material de marketing. Ele é o dono da definição do produto para entender o mercado.”

O que encontramos em ambos os papéis?

Defendem os clientes

Em ambos os casos, trabalham bem de perto com pesquisa com clientes e usuários, como os clientes chegam até o produto, quais são suas considerações e o que os levam a usar o produto.

Desenvolvimento de personas e cases de uso

Ambos desenvolvem personas e cases de uso para entender melhores os clientes. Porém, eles utilizam as personas e cases de uso de forma diferente. Mais frente entraremos em detalhes sobre isso.

Ciclo de vida de desenvolvimento de software

Ambos são orientados ao ciclo de vida do desenvolvimento de software. O Gerente de Produto atua com o time de desenvolvimento desde a fase de planejamento até o lançamento. Enquanto isso, o Gerente de Marketing de Produto está mais centrado nas funcionalidades e nos requisitos para que o desenvolvimento esteja de acordo com o público correto, trabalhando com várias pessoas na empresa para usar dados para entender melhor como deve ser a mensagem que será passada aos clientes pelo produto.

  • Metodologia de desenvolvimento guiando a cadência de liberação
  • Orientado a KPI
  • Evangelismo do produto
  • Interação de marketing
  • Liderança de equipe multifuncional
  • Influenciar sem responsabilidade direta
  • Análise Competitiva
  • Orientado para a liberação do produto
  • Princing
  • Fontes definitiva para grupos externos

Ao fazer Marketing de Produto, você precisa entender quais são as necessidades dos clientes e como eles usam os produtos, focando na comunicação externa e nas personas, desde da jornada de descoberta até como ele usará o produto ao longo do tempo.

Fernando Carvalho

Fernando Carvalho

Graduado pela Universidade de Brasília - UnB, pós-graduado em Administração de Empresas, possui MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas - FGV e atualmente cursa Especialiazação em Marketing Digital: Estratégias e Negócios, na PUC Minas. Fernando tem bastante experiência na Gestão de Projetos Digitais. Mora em Brasília e atua como COO (Diretor de Operações) da EduQC, startup brasileira de Educação e Inteligência Artificial.

Deixe um comentário